CARNAVAL NO COSTÃO DO SANTINHO

terça-feira, fevereiro 24, 2015

Costão do Santinho Resort é um hotel localizado na praia do Santinho ao lado da praia dos Ingleses ao norte da ilha em Florianópolis. Do aeroporto até o hotel é quase 1h de táxi. Na ida pegamos o táxi no guichê do aeroporto e custou R$130,00 reais e na volta pedimos um carro na recepção do hotel e custou R$200,00. Por isso, eu recomendo que pegue o cartão do taxista ou já combine com ele pra te pegar no hotel, dessa forma vai fazer uma economia.

 O check-in foi muito rápido e prático. Nos deram um mapa do resort, cartões do quarto e cartões toalha e nos encaminharam pra acomodação. Simplesmente odiamos !!! A acomodação era acessada pela garagem, quase um subsolo e a unidade cheirava a mofo. Voltei à recepção, reclamei e no dia seguinte nos mudaram para uma unidade bem melhor.
Só lembrando que o resort cobra pela internet. Existem 2 ou 3 áreas de internet free, mas no dia que fui tentar usar simplesmente não consegui conexão.
 O nosso apartamento era quarto, sala, cozinha, lavanderia e banheiro. Montamos as camas das crianças na sala pois no quarto ficaria muito apertado. Tentamos no momento da reserva conseguir uma acomodação de 2 quartos, porém o hotel já estava lotado. O resort também oferece unidades de 2 e 3 quartos, portanto, família grande tem vez por lá.
Podem me achar bem "AMÉLIA" mas adorei a possibilidade de ter uma secadora de roupas na unidade, foi muito importante poder secar todas as noites as bermudas dos homens da casa que se recusam a usar sunga e também pude secar nossos tênis que ficavam sujos e molhados após as trilhas. Aliás, quem fizer trilha, leve mais de 1 par de tênis pois é impossível voltar com eles secos depois de escalar montanhas e atravessar rios com água até a cintura.
 Não sei se existe outro regime que não o de VIP INCLUSIVE, mas acredito que sim senão não teria o porquê dos apartamentos serem totalmente mobiliados com lava-louças, lava-roupas, geladeira, freezer, utensílios e até churrasqueira.
 Um lugar tão lindo como esse e cheio de belezas naturais merece atenção especial para as caminhadas. Elas partem as 10h da manhã diariamente e sempre com  uma rota diferente. Ao todo são 7 trilhas para explorar. Os guias são super treinados e realmente conhecem a flora local. Essa região do Santinho é um museu arqueológico a céu aberto. Existem várias inscrições nas pedras espalhadas desde a encosta do Santinho até a praia dos Ingleses.
 O hotel do Santinho é dividido entre VILAS e o H.I. (Hotel Internacional). Em ambos existe um restaurante que serve todas as refeições (café, almoço e jantar) e uma lanchonete para lanches rápidos que abre as 11h da manhã e fecha as 2h da madruga. Existem 2 piscinas internas, uma no H.I. e outra no VILAS e uma piscina externa com bar molhado no H.I. E  no VILAS existem 2 piscinas externas.
 essa é a lanchonete que fica aberta a partir das 11h da manhã. Aqui eles servem 2 sabores de sucos: o de uva (com corantes e açúcar) e o de laranja que é pasteurizado.


 Piscina do VILAS
 praça das piscinas. Ponto de encontro com os tios e de onde saem todos os passeios oferecidos pelo hotel
 opções de bolos para o café da manhã
 Agora vamos falar da parte que eu mais curto: a comida. Já estivemos em muitos resorts all inclusives e é inevitável não comparar. No geral, esse hotel é um pouco superior a outros que já estivemos, porém, como não é fácil agradar e sempre haverá quem critique, lá vem eu com minhas considerações.
 Primeiro, quando vou a um hotel de praia, não importa em qual região do Brasil, eu já vou sonhando com a tapioca do café da manhã. Pois é, eis que a minha tão sonhada tapioca só deu o ar da graça em 2 das 7  manhãs que estivemos por lá.
Segundo ponto fraco, o café é de uma máquina toda lindona da marca PILÃO. Eu amoooooooooo café, em casa tenho duas máquinas para revezar e já quis ser barista (kkkk) e sinceramente, depois de provar esse café pilão devo dizer que eles perderam uma possível consumidora. O café é horrível, aguado, sem sabor algum. Fiquei 1 semana em sofrência. Geralmente, os hotéis sempre têm ao lado das garrafas de café um pote com café solúvel e leite em pó, o que não existia nesse hotel, infelizmente.
 Terceiro, as bebidas oferecidas pelo VIP INCLUSIVE. Não gostei. O vip custa 150 reais por dia e por adulto (se compararmos com o Imbassaí na Bahia, isso é troco pois lá está mais de 500 reais), acredito que eles poderiam ter um pouco mais de carinho na hora de escolher os vinhos e o espumantes oferecidos. Tudo bem, são nacionais, porém já tomamos vinhos e espumantes nacionais bem melhores que aqueles. Ah, também oferecem uns argentinos, mas tão mal escolhidos que provavelmente a pessoa que fez a compra das bebidas deve ter levado uma comissão pra poder por tanta bebida ruim, ou então fazem de propósito para a gente ter que comprar vinhos que estejam fora do VIP. E por último, para parar de reclamar e começar a elogiar, achei um absurdo não ter água de coco num resort beira-mar. Existe a opção de caixinha e também não está incluída no VIP INCLUSIVE.
 Bem, agora chega de falar mal por enquanto. Adorei do fundo da minha alma a comida. Nunca em toda a minha vida comi tanta ostra em dias seguidos rs. Era ostra paulista, ostra no bafo, ostra gratinada, ostra alho e óleo, ostra in natura, enfim, tudo quanto foi tipo de ostra. Também não economizaram nos camarões, todos os dias tinha pratos a base de camarão, bacalhau, salmão e outros peixes de água salgada é claro, enfim não faria sentido servir tilápia né kkkk. Adorei as opções de alimentos super saudáveis diariamente, quem não se descuida da saúde pode ir tranquilo, inclusive pessoas com restrições alimentares. Em todas as refeições vi opções para diabéticos e celíacos.

nossas manhãs começavam sempre com essa vista do café da manhã. Nós optamos por fazer  nossas refeições no restaurante das vilas pois no Internacional o ar condicionado era congelante e apesar de todos os hóspedes reclamarem nada era feito a respeito. Não sei se por esse motivo, o restaurante do Internacional estava sempre tranquilo, vazio... enquanto o restaurante do VILAS era uma baderna só, com gente se esbarrando o tempo todo haha
 Essa foto fiz pra ver se a Brahma patrocina alguma viagem minha.
Já que falei mal dos vinhos, vou falar bem da cerveja e do chopp, como podem ver era Brahma, e eu particularmente amo, só por isso não me preocupei tanto com as outras bebidas. E ao contrário do que acontece em muitos all inclusives por aí, nesse resort o chopp e a cerveja eram bem gelados, sem reclamações. A caipira era muito boa, mas tivemos que pedir pra economizar no açúcar,  tinha opções de morango, abacaxi, maracujá e limão. A vodka era Skky.
 Essa pequena adega fica no H.I. e piramos nos rótulos que têm lá dentro. Até que enfim, encontramos o mapa da mina, chega de vinho ruim.

 Piscina do H.I. onde a recreação sempre fica com as crianças e onde tem o bar molhado. Mais calma que a piscina do VILAS
 parquinho bem lindo que fica no caminho entre o VILAS  e o H.I.
 Dependendo da quantidade de dias que ficará hospedado, poderá escolher entre duas ou 3 reservas. Eles possuem o restaurante  GRILL que não abriu no período em que ficamos lá (era carnaval, altíssima temporada e mesmo assim não abriu), o japonês, o italiano e o restaurante do chef que foi a nossa primeira escolha. Esse restaurante é no H.I (aquele congelante, porém com a adega maravilhosa).
 entrada
 primeiro prato
 segundo prato
sobremesa

As reservas são sempre para as 20h ou 21h30. Como as crianças podem ficar na recreação até as 22h,  optamos por pegar a reserva das 20h. Não sei se naquele dia aconteceu alguma coisa na cozinha, mas a nossa refeição só foi servida as 21h10 porque chamamos o garçom e pedimos um pouco de pressa pois teríamos que sair até as 22h. Eu gosto dessa possibilidade de refeições servidas à francesa pois geralmente comemos  menos, mas acabamos nem voltando ali devido à demora e detestamos comer e sair correndo. 
Numa outra noite, fomos ao Italiano que é rodízio de pizzas e simplesmente delicioso. Deixamos a terceira reserva para fazer alguns dias depois, por sugestão da concierge que ventilou a possibilidade do Grill abrir nos próximos dias, mas isso acabou não acontecendo. Gostamos tanto da comida do "bóião" como carinhosamente apelidamos o nosso restaurante do dia-a-dia, que nem sentimos a necessidade de reservar outro.


 na segunda-feira teve carnaval kids durante o dia e a noite teve o nosso carnaval. Existia duas moças fazendo penteado e maquiagem. Por sugestão delas, reproduzi no rosto a estampa do vestido e fizemos uma trança bem linda.
 teve até escola de samba
As noites eram sempre temáticas. Teve noite de carnaval, baile de máscaras, noite no boteco, noite do rock,  noite de circo, noite do samba com um cantor que vai no ESQUENTA da Regina Casé (acho que o nome era Arlindo Cruz), ele é beeeeem ruim, mas a banda que o acompanhava é show.
 Preciso falar sobre a recreação infantil. Temos 2 filhos, a menina de 10 anos e o menino de 5 anos. A menina, por ser tímida, odeia recreação, mas eu sempre a obrigo ficar, senão os dias são muito chatos. E dessa vez ela ficou muito feliz !! Nem precisei forçá-la a nada. E filho feliz, pais felizes não é mesmo?! A gente entrega as crianças para os tios na praça das piscinas às 10h da manhã, exatamente o mesmo horário que saíamos para as trilhas. E as crianças ficam com eles até as 18h. Depois, às 20h entregamos as crianças novamente para eles jantarem junto com os tios  e depois brincar até às 22h, quando o serviço deles encerra. Existe a turma do Kids que é de 4 a 6 anos, a Radical de 07 a 11 anos e a teen de 12 a 16 anos. A lista de atividades é bem extensa e cansativa e as crianças desmaiavam todas as noites de tão cansados que ficavam.
Eles fizeram, arovorismo, tirolesa, trilhas, sandboard, alimentaram peixinhos, tinha sessão cinema todas as tardes após o almoço, brincadeiras na piscina e na areia, nunca no mar (ainda bem).
Conversei com uma mulher com 2 filhos, de 14 e 16 anos e ela disse que nos últimos tempos estava bem complicado viajar com os filhos pois eles não se enquadravam nas atividades das crianças e tão pouco nas dos adultos e que nesse resort ela estava muito feliz pois os filhos estavam realmente se divertindo muito, mais até do que ela gostaria pois os meninos simplesmente desapareciam da hora que acordavam até lá pela meia-noite (a programação do teen é mais extensa); e na aula de alongamento conversei com outra mulher, também mãe de menino, esse com 13 anos, que me disse a mesma coisa. Portanto, se a preocupação for entrosar os filhos, no Costão isso não deverá ser problema.
 Sandboard
Eu poderia falar muito mais sobre esse lugar incrível, mas já escrevi tanto que possívelmente quem ler ficará cansado.
Considerações finais: se eu recomendo esse resort?
Se você gosta de  longas caminhadas, comer como se não houvesse amanhã ou  então, o contrário disso, ficar só deitado, curtindo, bebendo, dormindo,  sim, recomendo.
Se eu voltaria lá?
Possivelmente sim. Adoramos o lugar. Foi uma das melhores viagens que fizemos com as crianças porque nesse lugar todos nós nos divertimos. Tivemos momentos família, momentos casal, momentos a sós, enfim, foi tudo muito bom.


You Might Also Like

0 comentários

Posts Populares

Curta a página

Por onde já passei