BUDAPESTE - Castle Hill, Gellért e Mercado Central

quarta-feira, fevereiro 24, 2016


A placa mostra os horários de funcionamento do funicular e os preços


Já no topo da colina do castelo com visão desimpedida de todo o lado Pest. Ao fundo a Catedral se destaca entre todos os prédios.




Praça do Castelo




Você sabia que aqui também existe cerimonia de troca de guarda bem ao estilo britânico?! Só falta o glamour dos ingleses








Esse Palácio que visitamos, de original não tem quase nada, até o nome andou mudando com o passar do séculos. O primeiro registro que se tem notícias é de que foi construído durante o reinado de Luis I - O GRANDE, em estilo gótico no século XIV. Em 1541 Buda foi ocupada pelos turcos que permaneceram ali por 145 anos e a retomada da cidade foi algo muito violento e sangrento, matando quase que completamente todo o exército húngaro e destruindo o Palácio. Aos poucos o castelo foi reconstruído, seguindo o estilo barroco e usando os restos dos edifícios existentes. Mas aí veio a Segunda Guerra Mundial e o exército alemão usou não só o Palácio, mas todo o distrito de Buda como base. Aí vocês já imaginam o que houve, veio o exército soviético e bombardeou os alemães destruindo mais uma vez o Castelo e praticamente toda a região de Buda. Portanto, essas construções que a gente visita nos dias atuais, são restaurações que começaram depois da II Gerra Mundial, na década de 1950.




Mesmo com todo esse "cai, levanta" a região é linda e  a visita é obrigatória.  Ouvir essas histórias nos faz ter ainda mais respeito pelas pessoas que vivem ali e que seus antepassados foram alvo de muitas desgraças, tragédias e misérias.



Visitamos a Hungria no mês de junho e pegamos só dias assim, ensolarados e de céu azul com muito, mas muito calor ao longo do dia.



Do Castelo de Buda descemos as escadarias até a margem do Danúbio e seguimos para o Mont Gellért. Devo confessar que não aguentamos e, no meio do caminho conseguimos um táxi para terminar o percurso. O que nos economizou um bom tempo de caminhada e disposição.


Esse local possui um forte chamado Citadela, mas que estava fechado ao público. A vista é tão linda quanto a de Buda, nos presenteando com novos ângulos de toda a cidade.


No extremo do Mont Gellért está essa estátua chamada de ESTÁTUA DA LIBERDADE erguida em 1947 para homenagear as tropas soviéticas que libertaram a Hungria dos nazistas no fim da II Guerra Mundial.





Da Citadela  pegamos um táxi e partimos para as imediações do Mercado Central para almoçar e conhecer o lado Pest.



Olha que interessante, tem até cinto de segurança hahahahaha



Mercado Público



Para quem curte uma lembrancinha de viagem o Mercado é o melhor lugar. Reúne souvenirs de todos os pontos turísticos da cidade, portanto, você não precisa ficar carregando sacolas em todos os lugares. Deixe para comprar tudo ali. Os preços não mudam muito, é praticamente a mesma coisa em toda a cidade.

Take care!!

You Might Also Like

0 comentários

Posts Populares

Curta a página

Por onde já passei