VARSÓVIA EM IMAGENS

Europa
sábado, fevereiro 11, 2017

Palácio da Cultura e Ciência

Sem dúvidas, a melhor vista da cidade é a partir do Palácio da Cultura e Ciência

As fotos abaixo foram feitas a partir do Palácio da Cultura
Fomos visitar o edifício no final da tarde quando o sol está lindo

A cidade é bem espalhada e aqui em Varsóvia a gente conseguiu caminhar mais de 10 km em um único dia. Fiquei com medo de pegar um táxi e perder algo interessante.

ESTÁDIO CONSTRUÍDO PARA A EUROCOPA DE 2012



Museu da História dos Judeus Poloneses


Estátua de Bronze em frente ao museu dos Judeus 



Monumento Os Heróis do Gueto


VARSOVIA, A BELÍSSIMA CAPITAL POLONESA

Europa
sexta-feira, fevereiro 10, 2017


Quando incluímos Varsóvia e Cracóvia em nosso roteiro pelo Leste Europeu não imaginávamos o que iríamos encontrar quando chegássemos lá. O meu primeiro "achismo" foi acreditar que encontraria pessoas muito austeras, sisudas, mal-humoradas mesmo. Sou de descendência polonesa e lembro de minha mãe falar sobre como eram os nossos avós e outras pessoas mais velhas. O primeiro contato já foi um susto, pessoas amáveis, sorridentes, dispostas a bater um papo ou a te ajudar no que for necessário, sim, os poloneses são prestativos e se eu não conhecesse o seu passado, acharia que eles sempre viveram momentos felizes.

Varsóvia foi bombardeada por 5 anos (1939-1944) seguidos pelos alemães e depois que esses se foram, vieram os  soviéticos que permaneceram até os anos 80 quando houve o fim da Guerra Fria. A cidade ficou conhecida como a mais bombardeada da Segunda Guerra Mundial, mais de 90% da sua população foi dizimada e a intensão era destruir totalmente a cidade polonesa e erguer um império alemão. Quem vê as fotos da época sombria não acredita que eles conseguiram se reerguer do zero.

 Castelo Real

A cidade é linda, bem planejada,  limpa, possui um sistema de transporte muito eficiente e a criminalidade é quase impossível de encontrar. Nos sentimos muito seguros durante o tempo em que passamos na cidade. Andamos muiiiiiiiiiito, quando digo muito, é muito mesmo, de dar inveja a atletas profissionais. Quando viajo, adoro essa oportunidade de caminhar, pegar transporte sempre limita um pouco, quando estamos andando a gente se perde, conhece ruas diferentes, para em algum restaurantezinho com cara amigável, enfim, muito bom.

Nosso tour começou pela cidade velha, toda reconstruída após tanta destruição, mas riquíssima em história. Pegue transporte a partir do seu hotel e vá até a praça do Castelo, a partir desse ponto você irá pegar um mapa da região e fará todo o percurso a pé, explorando cada ruazinha fofa dessa região. 

 Coluna do Rei Segismundo III e ao fundo o Castelo Real e a Cidade Velha

 Muralhas que cercavam a Cidade Velha



 Lateral do Castelo Real
 Catedral de São João Batista construída em estilo gótico e sua fachada lembra um órgão






 A praça do Mercado ao fundo e a escultura símbolo da cidade: a sereia. Conta a lenda que a sereia Zawa  foi resgatada pelo  pescador Wars e então ela jurou fidelidade e proteção a ele pelo resto da vida e foi da junção dos nomes deles que surgiu o nome da cidade: Warszawa. Bonitinho né?





 Pelas dependências reais do Palácio 


 Nada que está nesse Palácio é original, mas conseguiram reconstruir com muita fidelidade os detalhes do antigo palácio que foi destruído









 Igreja de Santa Ana, construída no século XV foi ganhando detalhes com o passar dos séculos e hoje é conhecida como a igreja mais decorada da Polônia



 Palácio Presidencial

 Igreja São José do Patrocínio



Estátua em homenagem a Nicolau Copérnico



 Um pedacinho da rua da Estrada Real que dificilmente é percorrida a pé, mas acreditem, nós conseguimos essa façanha.


Aos despercebidos, essa palmeira não é natural, é uma obra de arte. Essa espécie de palmeiras não existe na Polônia.


Monumento a Frederic Chopin no parque Lazienki

Em frente ao monumento existem alguns bancos musicais onde os turistas podem ouvir algumas obras desse grande mestre 



Prepare-se para andar. O parque é gigantesco e com certeza ninguém vai querer deixar algo de lado. Fiquei com uma pontinha de ciúmes dos moradores da cidade, mais especificamente da região do parque, que podem praticar suas atividades físicas em um lugar tão agradável. Durante nosso passeio encontramos muitos moradores passeando com cachorros, fazendo corridas e idosos caminhando. É algo Priceless com certeza.






A vontade é de parar o relógio do tempo e não sair tão cedo desse lugar. Se você estiver com tempo, reserve um dia apenas para o parque. Fazer tudo com calma, poder parar para apreciar os detalhes, fazer uma excelente refeição no restaurante do parque são itens de luxo em uma viagem.





Palácio Wilanòw
A sensação que temos é de que o Palácio flutua no meio do lago.


Posts Populares

Curta a página

Por onde já passei